• elciosch

Desafios de mobilidade urbana para os idosos no Brasil.


O Brasil está envelhecendo. Segundo o IBGE, a população idosa do nosso país é de 30 milhões de pessoas. Essa faixa da população, traz inúmeros desafios para diversos setores públicos como saúde, trabalho e mobilidade.

Grandes cidades, como São Paulo, por exemplo, já sofrem com uma estrutura urbana precária, com calçadas sem rebaixo ou irregulares que prejudicam o caminhar até de pessoas sem qualquer tipo de dificuldade de locomoção. Para a população idosa, esse desafio fica ainda maior.

De acordo com a Comissão de Defesa dos Direitos dos Idosos, através do projeto de lei 7061, de 2017, a mobilidade urbana para a terceira idade foi incluída no estatuto do idoso. Essa lei, assegura

a estrutura adequada para a livre circulação de idosos em áreas públicas.

Mas de que adiantam leis no papel que não são colocadas em prática?

Sabemos que, idosos que sofrem fraturas, como de quadril, por exemplo, aumentam as chances de novas lesões. Além do que, os riscos de passar por uma cirurgia na terceira idade são mais altos.

Pessoas que sofrem de doenças como osteoporose e que sofrem algum tipo de queda, têm ainda mais problemas, pois a recuperação é mais lenta devido a fraqueza da estrutura óssea, e pode ter a sua qualidade de vida comprometida.

Entretanto, seja em casa ou na rua, os cuidados com a mobilidade dos nossos idosos deve ser o mesmo, independente de quem é a responsabilidade.



4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Av. Sete de Setembro 4848 - 9o Andar

Batel - Curitiba - Paraná

41. 3319-7818 / 99134-0023

  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube

© 2019 por André Inácio. 

Whatsapp Dr. André Inácio