• elciosch

Você sabe como é feita uma vacina?


Ainda estamos em pandemia e, com o mundo inteiro correndo atrás de uma solução para parar o CORONA VÍRUS, a vacina é a alternativa mais promissora para que possamos voltar a ter uma vida mais perto do normal que estávamos acostumados.

Mas com tantas mentes científicas estudando o vírus em todas as partes do mundo, era previsível que surgissem vacinas de fórmulas diferentes, com resultados variados e maneiras diferentes de serem usadas.

Mas vamos explicar um pouco sobre os principais tipos de vacinas que o mundo está apostando para resolver a pandemia.

Existem basicamente 5 maneiras de se desenvolver uma vacina



1 - Vacina com Vírus: é aquela que utiliza o próprio vírus, enfraquecido ou inativo, para estimular o corpo a criar anticorpos.

2 - Vacinas Genéticas: Utilizam DNA ou RNA para estimular o próprio corpo a produzir cópias de alguma proteína viral para que daí crie defesas.

3 - Vacinas de Vetor -Viral: é quando um outro vírus geneticamente modificado e enfraquecido, é inserido no corpo para que produza proteínas virais e, desta forma, estimule o nosso sistema imunológico a criar anticorpos.

4 - Vacina a base de proteína: estas vacinas, utilizam proteínas ou cópias de alguma proteína do vírus, para estimular o organismo a agir e defender o nosso organismo.

Mas e quanto tempo uma vacina leva para ser desenvolvida?

Então, se você acha que o mundo está demorando para fazer uma vacina com tantas pessoas e países de primeiro mundo tentando encontrar uma solução, dá uma olhada em quais são as etapas para o desenvolvimento de uma vacina:

1 - pesquisa científica - de 2 a 5 anos



2 - estudo pré-clínico - em média 2 anos

3 - desenvolvimento científico - entre 5 e 9 anos

3.1 - FASE 1 - de 1 a dois anos para ver se a vacina é segura.

3.2 - FASE 2 - de 2 a 3 anos para ver se a resposta imunológica foi estimulada.

3.3 - FASE 3 - de 2 a 4 anos para ter certeza de que a vacina realmente protege contra a doença a qual se propõe.

4 - Revisão Regulatória - de 1 a 2 anos.

Depois destas etapas, entram as fases de desenvolvimento em massa como fabricação, registro sanitário, entrega e farmacovigilância, que dependem de questões políticas e de estrutura de cada local.

Por isso, as opções de vacinas contra o novo CORONAVÍRUS, estão sendo consideradas recordistas em período de pesquisa, desenvolvimento, produção e distribuição.

Então, mesmo com o mundo correndo atrás de uma vacina 100% eficiente, as medidas de proteção como uso de máscara, distanciamento social e higiene das mãos, são a melhor maneira de ajudarmos a comunidade científica a ganhar tempo para criar uma vacina cada vez mais eficaz.



0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
Whatsapp Dr. André Inácio